sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A(À) Luz da Consciência



A consciência é como a luz da tocha que alguém carrega para dentro de um campo muito grande, escuro e cheio de obstáculos, à medida que se vai andando, a tocha vai iluminando o caminho e informando onde há um obstáculo a ser desviado, porém se quem carrega a tocha não acender fogueiras para que iluminem o trajeto e saber de onde saiu, chegará um momento em que estará perdido e será apenas um ponto luminoso com uma luz inútil para orientar-se em meio a vastidão escura e permeada de obstáculos. Da mesma forma, se acender fogueiras em uma única via, será somente um trajeto à luz da consciência, o resto continuará as escuras. O que se pode fazer também é incendiar um galho e atira-lo para longe, para que ilumine a área onde cair, porém depois para alcançá-lo é preciso levar a tocha para que ilumine o trajeto evitando qualquer percalço até a clareira do galho, e melhor ainda se acender fogueiras permanentes na trilha, vai facilitar a circulação da área sem que se esqueça do que tinha pelo caminho. Assim é a luz da consciência, além de enxergamos o que está ao fácil acesso podemos também iluminar algo ao longe e obter consciência daquilo, mas para sabermos como chegar até lá é preciso iluminar e conscientizar a trilha. Cuidado para nunca deixar apagar as fogueiras que iluminam cada passo já dado, ou vais acabar desorientado e perdido.

                                                                              Philip G. Mayer

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário