sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Parabéns! Você nasceu com defeito!

O capitalismo está aí culturalmente quase inquebrável, respaldado por todas as leis criadas devido a desvios importunos que pudessem ameaça-lo, tudo isso para que as pessoas se condicionem a manter o sistema, para que nos esqueçamos de que caminhamos em direção ao ANTI-humano, ao ANTI-o-que-somos, pois isso poderia abalar os fundamentos e causar o que muitos chamariam de apocalipse, a quebra do sistema... A cultura criada pelo capitalismo acredita que o ser humano nasce com defeito, portanto, deve “evoluir” e “corrigir-se” para tornar-se o mais perfeito subserviente, talvez semelhante a um androide que nunca cansa, um ser robótico que trabalha e produz impecavelmente durante todo o horário que estiver funcionando, e que também nunca reclama, pois sabe que nasceu como ser humano cheio de especificidades e “problemas”, e que devem ser corrigidos e padronizados para encaixar-se ao sistema. A cultura capitalista lamenta o fato de que cada vez que nasce um ser humano, nunca nasce um igual ao outro, então ela tem que ter aquele trabalho árduo de fazer com que esse ser se adapte a ela, para que até sua biologia se padronize com todas as outras e poder então continuar mantendo o próprio sistema, e assim a civilização vai caminhando pactuada, cada vez mais “evoluída”, em direção ao dia em que alguém se der um tiro porque nasceu de carne e osso...

 
Ou não... Se depender dessa primeira iniciativa dos suecos:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u324626.shtml

                                                                                       Philip G. Mayer







Nenhum comentário:

Postar um comentário