terça-feira, 19 de março de 2013

Escrita Profunda

A escrita profunda não ensina nada, nem se importa com coerência, ela é apenas o reflexo e a catarse da alma do autor e de todos os leitores que enxergam-se nela. Ela quer antes de tudo expressar a natureza pura, nem que pra isso seja necessário recorrer à poesia, nem que pra isso seja preciso enforcar a razão. Aliás, a tal grau de sinceridade, procurar ter razão já é querer se rebaixar.

                                                                              Philip G. Mayer

Nenhum comentário:

Postar um comentário